Health

'Ocidente vê a Índia como incompatível': S Jaishankar despreza acusações dos EUA e Canadá

Calcutá:

Os países ocidentais sentem que influenciaram o mundo durante 200 anos e a Índia não se enquadra na sua ideia de ser complacente, disse o ministro dos Negócios Estrangeiros, S Jaishankar, na terça-feira. Suas observações foram feitas sobre as diferentes alegações feitas contra a Índia pelos EUA e pelo Canadá.

O primeiro-ministro do Canadá, Justin Trudeau, alegou no início deste ano o papel do governo indiano no assassinato do terrorista Khalistani Hardeep Singh Nijjar em solo canadense. A Índia negou a acusação.

Os EUA, por outro lado, alegaram no ano passado que tinham frustrado uma conspiração indiana para matar Gurpatwant Singh Pannun, um separatista sikh baseado nos EUA. Neste caso, a Índia formou um painel de inquérito para analisar os insumos.

No contexto de tais alegações, Jaishankar apontou para um “velho hábito” dos países ocidentais de influenciar o mundo.

“Eles querem influenciar-nos porque muitos destes países sentem que influenciaram este mundo durante os últimos 70-80 anos. Os países ocidentais sentem realmente que influenciaram o mundo durante os últimos 200 anos, como se espera de alguém que tem estive nessa posição para abandonar tão facilmente esses velhos hábitos”, perguntou o Ministro dos Negócios Estrangeiros.

Jaishankar também brincou que os países que têm de recorrer aos tribunais para decidir o resultado das suas eleições estão agora a “dar-vos uma palestra sobre como conduzir as vossas eleições”.

No final das contas, eles estão vendo uma Índia que “em certo sentido não é compatível” com a imagem que eles têm de como a Índia deveria ser, disse ele.

“Em alguns casos, os meios de comunicação ocidentais apoiaram abertamente candidatos e partidos políticos no país. Eles não escondem a sua preferência. Irão prejudicar a sua reputação, irão apresentar um índice e derrubá-lo”, acrescentou Jaishankar.

Source

Related Articles

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Back to top button